Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0126   
Autor Principal Schonblum, Rosane
Demais autores Cruz, Roberto Moraes, orientador
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Atributos psicométricos necessários à construção de uma medida de carga mental de trabalho [dissertação] / Rosane Schonblum ; orientador, Roberto Moraes Cruz. -
Publicação Florianópolis, 2004.
Descrição Física 1 v. : grafs., tabs ; 30 cm
Notas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia
Notas de Resumo O objetivo desde estudo foi caracterizar atributos psicométricos necessários à construção de uma medida de carga mental de trabalho. Carga mental de trabalho pode ser definida como a resultante da relação entre as exigências da atividade de trabalho e a capacidade ou estado psicológico necessário para respondê-las. Partindo-se da literatura especializada, foram sistematizadas dimensões psicológicas, associadas ao desempenho na atividade de trabalho, caracterizadas como indicadores de carga mental de trabalho. Foi realizada uma decomposição de comportamentos inerentes a essas dimensões (itens) que pudessem expressar percepções sobre os estados psicológicos para responder as exigências do trabalho. Esses itens (47) compuseram o Questionário de Avaliação de Carga Mental de Trabalho (Q-CMT), que foi organizado com base nas seguintes dimensões: Sensória-Atencional, Perceptiva, de Interação, Temporal, Cognitiva-Reacional e Afetiva-Emocional. Associado às dimensões definidas, foi adaptado um Inventário de Bem Estar Psicológico (criado para este fim), com intuito de avaliar a relação entre a percepção de carga mental e percepção de saúde. A pesquisa transcorreu ao longo de três estudos empíricos com populações distintas (enfermeiros -08, policiais militares-130 e operadores de teleatendimento-134) com intuito de testar sistematicamente a medida, o grau de compreensão dos itens e a sensibilidade do instrumento. Os dados foram tratados por meio de análise estatística descritiva, relacionando a carga mental de trabalho com variáveis demográficas e ocupacionais, e análise fatorial, buscando reagrupar comportamentos e dimensões, confrontando-as com as dimensões pré-definidas. O Q-CMT mostrou-se sensível às variações de carga mental de trabalho, apresentando as variáveis idade e tempo de função como principais moduladores da carga mental, juntamente com a percepção de bem-estar psicológico do trabalhador. Por fim foram identificados que os atributos necessários para a construção de uma medida de carga mental devem ter propriedades de natureza perceptiva, sensorial, cognitiva, afetiva e comunicacional.
Numero de Controle local 203894
Número controle Bibliodata SC000748723
Assuntos Psicologia
Trabalho - - Aspectos psicologicos