Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0147   
Autor Principal Chiodi, Leila Berenice do Nascimento
Demais autores Zanelli, Jose Carlos, orientador
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Reações do trabalhor metalúrgico à mudança organizacional [dissertação] : estudo de uma indústria do meio-oeste catarinense / Leila Berenice do Nascimento Chiodi, orientador, José Carlos Zanelli. -
Publicação Florianópolis, 2004.
Descrição Física ix, 84 f. ; 30 cm
Notas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia
Acesso Eletrônico http://www.tede.ufsc.br/teses/PPSI0147.pdf
Notas de Resumo As alterações nas estruturas materiais das organizações, pela necessidade de transformações tecnológicas e organizacionais, produziram modificações no trabalho, no sistema de gestão de pessoal, na vida e no comportamento das pessoas. Grande parte das pesquisas que procuram a compreensão do fenômeno da mudança organizacional utiliza metodologias que focalizam as iniciativas da administração para a gestão da mudança, sem muita atenção para o sentido que as pessoas da organização atribuem às mudanças. Essas pesquisas sugerem um maior aprofundamento na compreensão do modo como as pessoas e grupos que atuam na organização lidam com os aspectos de natureza psicológica e social, envolvidos nas situações de mudança. Tendo isso em vistas, este trabalho teve por objetivo identificar as reações à mudança, enfocando as características associadas a tais situações. Para tanto, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os gerentes e trabalhadores da IM, organização metalúrgica situada no Meio-Oeste de Santa Catarina - Brasil. O critério para escolha dos sujeitos estabeleceu um mínimo de dez anos de serviço na organização para fazer parte da amostra. O número de onze sujeitos entrevistados foi determinado pela saturação dos dados. As verbalizações dos trabalhadores revelam que reagiram à mudança com preocupação, curiosidade e medo. A mudança alterou costumes e hábitos, acarretou um custo financeiro, psicológico e social. Provocou desgaste emocional pelas exigências constantes de aprendizagens e de novos comportamentos para o desempenho da função, o que exigiu a socialização do trabalhador no novo contexto. As mudanças provocaram resistência: houve dificuldade para aceitar novas idéias, sugestões e inovações, mesmo quando eram informados que trariam melhorias. A mudança também foi vista como um desafio que transformou a rotina e a acomodação em uma atividade e abriu novas possibilidades ao trabalhador. Enfim, os conceitos de mudança e de reação à mudança organizacional requerem aprofundamentos a fim de que sejam adotados procedimentos necessários à sua realização no ambiente organizacional, para minimizar as conseqüências negativas nas pessoas que dela participam.
Numero de Controle local 211448
Número controle Bibliodata SC000793230
Assuntos Psicologia
Metalurgicos
Desenvolvimento organizacional