Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0158   
Autor Principal Trombetta, Taisa
Demais autores Zanelli, Jose Carlos, orientador
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Caracteristicas do assédio moral a alunos-trabalhadores nos seus locais de trabalho / [dissertação] / Taisa Trombeta ; orientador, José Carlos Zanelli. -
Publicação Florianópolis, 2005.
Descrição Física xi, 122 f. : tabs. ; 30 cm
Notas Dissertação(mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia.
Acesso Eletrônico http://www.tede.ufsc.br/teses/PPSI0158.pdf
Notas de Resumo O assédio moral nas organizações ocorre na exposição de indivíduos a situações humilhantes, vexatórias e a perseguições, freqüentes e por longo período de tempo. Humilhações eventuais, seguidas de desculpas, não caracterizam o fenômeno, mas sim a seqüência acumulativa e repetida de forma isolada. O objetivo desta pesquisa foi caracterizar o assédio moral a alunos-trabalhadores nos seus locais de trabalho. Para tanto, foram escolhidos todos os alunos de um curso de gestão do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas de uma universidade do Meio-Oeste catarinense, que estavam trabalhando ou já haviam trabalhado. Os dados foram obtidos por meio de um questionário semi-estruturado. Dos 173 alunos-trabalhadores matriculados no curso de gestão, 95 (54,90%) caracterizaram vivências de assédio moral nos seus locais de trabalho, 44 (25,45%) caracterizaram situações de abuso moral e 34 (19,65%) não caracterizaram situações de assédio moral, nem de abuso moral. Os alunos-trabalhadores assediados, na maioria, tinham de 18 a 26 anos, eram do sexo feminino, solteiros e estagiários. O assédio moral foi mais comum nas organizações de micro e pequeno porte. Quanto ao tipo de organização, o assédio moral ocorreu, com maior freqüência, nas comerciais, de prestação de serviços, públicas e industriais, nas áreas/setores administrativos, vendas, produção e recursos humanos, principalmente nas funções de auxiliar administrativo, secretária/recepcionista, vendedor, ajudante de produção e gerente. Em relação aos comportamentos hostis, na lista com 44 situações, as mais registradas foram contestação sistemática das decisões, retirada regular do trabalho, privação do acesso aos instrumentos de trabalho, ausência de diálogo com o aluno-trabalhador, comunicação restrita à escrita, recusa de contato com o aluno-trabalhador, insinuações desdenhosas e desqualificadoras, difusão de boatos sobre o aluno-trabalhador, zombarias sobre aspectos físicos dele, ofensas às crenças religiosas ou convicções políticas, atribuição de tarefas humilhantes, agressões físicas, invasões à privacidade, assédio e agressões verbais de natureza sexual e desconsiderações relativas a problemas de saúde do aluno-trabalhador.
Numero de Controle local 213394
Número controle Bibliodata SC000799395
Assuntos Psicologia
Cultura organizacional
Assédio moral