Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0177   
Autor Principal Schillings, Angela Izabel
Demais autores Zanelli, Jose Carlos, orientador
Lhullier, Louise A., co-orientadora
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Processo de estresse em mestrandos / [dissertação] / Angela Schillings ; orientador, José Carlos Zanelli, co-orientadora, Louise Amaral Lhullier. -
Publicação Florianópolis, 2005.
Descrição Física 110 f. : tabs. ; 30 cm
Notas Dissertação(mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia.
Acesso Eletrônico http://www.tede.ufsc.br/teses/PPSI0177.pdf
Notas de Resumo Esta pesquisa buscou identificar fatores estressores entre mestrandos que efetuavam um programa de mestrado na área de Filosofia e Ciências Humanas de uma Instituição de Ensino Superior pública, no sul do país. 54,8% dos mestrandos do Centro de Filosofia e Ciências Humanas responderam ao Inventário de Stress para Adultos de Lipp, de Marilda Novaes Lipp e a um questionário sobre estressores externos, confeccionado para essa finalidade, de acordo com variáveis retiradas da literatura sobre estresse. Os resultados demonstraram a presença de processo de estresse em 62,4% da amostra. A amostra foi composta por quase duas vezes mais mulheres do que homens, sendo uma população eminentemente de adultos jovens, e os índices mais elevados de estresse situaram-se na faixa etária de 26 a 30 anos. A incidência de estresse no sexo feminino foi superior à do sexo masculino. Constatou-se ocorrência de estresse nos mestrandos dos seis programas de mestrado pesquisados, sendo que os índices mais altos ocorreram entre os sujeitos do mestrado em Antropologia Social (73,3%) e os mais baixos entre os mestrandos de Filosofia (46,4%). Os resultados mostram que os relacionamentos estabelecidos pelos mestrandos com seus colegas e professores foram geradores de estresse, pois os índices mais elevados estão entre os alunos que consideraram insatisfatórias essas relações. O tempo para efetuar as leituras do mestrado foi considerado insuficiente pela maioria dos sujeitos e foi maior a incidência de estresse quanto mais insuficiente esse tempo. Foi verificada relação entre processo de estresse e grau de satisfação com as atividades acadêmicas. Conclui-se que nas relações estabelecidas com a família de origem e com as relações de amizade, quanto maior o grau de insatisfação maior a incidência de processo de estresse. Com relação à freqüência das atividades físicas e de lazer o índice de insatisfação também foi elevado e os sujeitos que apresentaram maior nível de insatisfação nesse aspecto apresentaram maior percentual de estresse. Quase metade dos mestrandos possui outra atividade profissional, paralela ao mestrado, e a renda mensal recebida por grande parte dos mestrandos é de até R$1.500,00, sendo que 57,4% ganham até R$1.000,00. Quanto mais insuficiente a renda em relação às necessidades dos mestrandos, maiores os percentuais de processo de estresse. Quanto às fases do processo de estresse constatou-se a predominância da fase de resistência com prevalência de sintomas psicológicos. A pesquisa conclui que existem índices bastante elevados de processo de estresse, podendo gerar reflexos negativos na qualidade de vida da população pesquisada.
Numero de Controle local 221398
Número controle Bibliodata SC000832228
Assuntos Psicologia
Stress (Psicologia)
Pós-graduação