Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0203   
Autor Principal Campos, Maurício
Demais autores Coutinho, Maria Chalfin, orientadora
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Identidades e informalidades (dissertação) : um estudo com trabalhadores do setor informal de Florianópolis-SC / Maurício Campos ; orientadora, Maria Chalfin Coutinho. -
Publicação Florianópolis, 2005.
Descrição Física 96 f. ; 30 cm
Notas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia
Acesso Eletrônico http://www.tede.ufsc.br/teses/PPSI0203.pdf
Notas de Resumo Desde o início dos anos 70 do século XX, o modo de produção capitalista vem passando por uma forte crise que tem afetado significativamente o mundo do trabalho. Neste processo, o setor informal tornou-se uma das principais faces dessas novas configurações. Tal setor apresenta-se de maneira múltipla; assim, optamos por trabalhar com o conceito de informalidade, que pode ser entendida como a combinação de atividades informais tradicionais com novas formas de trabalho precário. Entendendo o trabalho como portador da identidade, já que é por meio dele que se torna possível articular uma compreensão de si diante do mundo, e frente ao processo de transformação por que vêm passando as formas de trabalho, vimos como necessário buscar novas articulações entre as categorias identidade e trabalho, nesta direção desenvolvemos esta pesquisa, na qual utilizamos a entrevista semi-estruturada como instrumento de coleta de dados. Entrevistamos sete trabalhadores que desenvolvem suas atividades em situação de informalidade em Florianópolis -SC. A análise de conteúdo foi a ferramenta utilizada para trabalharmos com os dados encontrados. Após a análise, constatamos que a informalidade é uma opção dos participantes e não uma falta de opção. Eles vêem nesta realidade possibilidades de maiores ganhos e melhores condições de trabalho, mas trazem a dificuldade de custear os encargos trabalhistas e a incerteza de manutenção da renda como empecilhos. As características de trabalho oferecidas pela informalidade são tidas como aspectos que diferenciam os entrevistados dos trabalhadores do mercado formal e com as quais se identificam e se reconhecem. Frente às diferentes possibilidades de identificação no mundo do trabalho, fica a necessidade de a Psicologia, como campo de saber, voltar seu foco para esta realidade e nos trazer meios para continuarmos pensando e lidando com os sujeitos do trabalho.
Numero de Controle local 223923
Número controle Bibliodata SC000845176
Assuntos Psicologia
Setor informal (Economia)
Trabalho