Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0206   
Autor Principal Stelmachuk, Maris Stela da Luz
Demais autores Toneli, Maria Juracy Filgueiras, orientadora
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Sentidos do trabalho para idosos em exercício profissional remunerado [dissertação] / Maris Stela da Luz Stelmachuk ; orientadora, Maria Juracy Filgueiras Toneli. -
Publicação Florianópolis, 2005.
Descrição Física [111] f. ; 30 cm
Notas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia
Acesso Eletrônico http://www.tede.ufsc.br/teses/PPSI0206.pdf
Notas de Resumo O presente trabalho apresenta resultados de pesquisa realizada com seis pessoas (três homens e três mulheres), com idades entre 63 e 82 anos, em atividade profissional remunerada após sua aposentadoria. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, com roteiro organizado em blocos temáticos: identificação dos sujeitos, trabalho atual e pregresso, outras ocupações e hobby, trabalho na família de origem. Finalizavam o roteiro perguntas sobre se houvesse possibilidade de recomeço se o fariam na mesma atividade e sobre o desejo de que seus filhos seguissem sua profissão. As entrevistas foram gravadas e transcritas na íntegra e o material foi categorizado e submetido à análise tendo como base teórica a Psicologia histórico-cultural de Vygotski. As profissões e hobbies dos participantes são: reparador de fogões/antiguidades, professora/pintura, industriário/fotografia, médica/jogo de cartas, cozinheira e bordadeira/dança folclórica, e, médico/imagem e som. Todos os participantes relatam situações de gratificação e de frustração em sua história de trabalho, embora o prazer associado ao trabalho esteja sempre presente em seus relatos com maior evidência. A permanência no trabalho parece ser uma gratificação comum a todos, pois é relatada ao longo de seus discursos com conotação de entusiasmo e orgulho. Associam deixar o trabalho com o afastamento de uma atividade motivadora e impregnada de significados, tanto em âmbito pessoal, como social de pertencimento ao grupo. Significam o trabalho como sua própria vida, o que faria com que o afastamento do trabalho significasse a perda do sentido de viver.
Numero de Controle local 224442
Número controle Bibliodata SC000850153
Assuntos Psicologia
Idosos
Trabalho
Salarios