Dados do Acervo - Dissertações

Número de Chamada   
 
CETD    UFSC    PPSI    0257   
Autor Principal Guimarães, Beatriz da Fontoura
Demais autores Sousa, Fernando Aguiar Brito de, orientador
Autor(es) Entidade(s) Universidade Federal de Santa Catarina . Programa de Pós-Graduação em Psicologia .
Título Principal Escrita e autoria [dissertação] : efeitos da escrita sobre o sujeito que escreve / Beatriz da Fontoura Guimarães ; orientador, Fernando Aguiar Brito de Sousa. -
Publicação Florianópolis, 2007.
Descrição Física 111 f. ; 30 cm
Notas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Inclui bibliografia
Acesso Eletrônico http://tede.ufsc.br/teses/PPSI0257.pdf
Notas de Resumo Esta pesquisa tem como eixo central a investigação a respeito da escrita e sua relação com a produção de um sujeito que se inscreve no ato mesmo de escrever. Busca inserir-se como uma prática da psicanálise em extensão, levando para o campo da pesquisa acadêmica os elementos que fundamentam a prática clínica, como a atenção flutuante, dentre outros. Além de sustentar-se teoricamente na psicanálise a partir de Freud e de Lacan, mantém aberto o diálogo entre a psicanálise e outros campos do saber, em especial, a arte e a literatura. Suas interrogações iniciais surgiram do trabalho em uma instituição de ensino em que o ato de escrever aparecia problematizado. Seu percurso contou com entrevistas realizadas com componentes daquela instituição, cuja abordagem foi o enlace de cada um com o escrever. Partiu-se da proposição de que as letras compõem o universo de um sujeito, antecipando-se mesmo ao seu nascimento. As letras estão no tecido social, recobrem e envolvem o sujeito, tecendo a rede discursiva na qual ele se estrutura. Esse universo das letras encontra também uma via de se inscrever através da escrita, na qual se constituem tanto possibilidades como impedimentos. Nesta reflexão foram abordados os conceitos de narcisismo, trauma, fantasia, sentimento de culpa, supereu, ideal do eu e eu ideal. Delineou-se também a noção de letra a partir de Lacan; a dimensão de perda e de resto presentes no ato de escrever, em sua relação com o objeto a; a condição de estrangeiro daquele que escreve; a compulsão a repetição, entre outros. Ao refletir sobre a escrita em sua relação com o sujeito, partiu-se da noção de sujeito do inconsciente e do desejo conceituada por Lacan no âmbito da teoria do significante, do sujeito constituído a partir do desejo do Outro, portanto, de uma exterioridade. A escrita, por sua vez, conforme aqui desenvolvido, porta em si esta condição de exterioridade, de exílio daquele que escreve, trazendo em seu centro a dimensão de perda e de destituição subjetiva. Por esta via, são relacionados ato de escrita e ato analítico, atravessando a noção de responsabilidade e as questões concernentes à ética da psicanálise.
Numero de Controle local 239446
Número controle Bibliodata SC000969525
Assuntos Psicologia
Psicanalise
Escrita
Autoria